No prelo há quase 50 anos...

O amor, poeta, é como cana azeda, A toda boca que não prova engana. (Augusto dos Anjos)

Textos
Acrósticos (1) Artigos (4) Contos (2)
Cordel (25) Frases (24) Haikais (3)
Humor (5) Mensagens (4) NATAL (8)
Pensamentos (17) Poesias (233) Sonetos (1069)
Textos Eróticos (2)
Título Categoria Data Leituras
Por detrás das palavras Poesias > Pensamentos 30/08/15 23
Drama urbano Poesias > Reflexão 30/08/15 14
Nuances da solidão Poesias > Solidão 29/08/15 15
Mulher Poesias > Reflexão 28/08/15 18
Paixão crucificada Poesias > Reflexão 28/08/15 15
Viés democrático Poesias > Reflexão 27/08/15 9
Chuva de flores Poesias > Recordações 26/08/15 14
Tarjando preto Poesias > Loucura 21/08/15 18
Fim da estória Poesias > Humor 24/07/15 29
Cenatório Poesias > Solidão 19/07/15 27
Musas de carne e osso Poesias > Pensamentos 19/07/15 17
Homem bomba Poesias > Reflexão 18/07/15 8
Manga Rosa Poesias > Saudade 18/07/15 9
Sinal aberto Poesias > Humor 18/07/15 10
Blasfematório Poesias > Desilusão 18/07/15 11
O caboclo ( meu primeiro poema, ainda adolescente) Poesias 18/07/15 14
Ensaio sobre a doutrina Espírita Poesias > Transcendentais 18/07/15 10
O Homo sapiens moderno Sonetos 10/07/15 32
9-Os cem filhos de Sophia Sonetos 10/07/15 23
8-Os cem filhos de Sophia Sonetos 09/07/15 15
Página 10 de 70 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras