No prelo há quase 50 anos...

O amor, poeta, é como cana azeda, A toda boca que não prova engana. (Augusto dos Anjos)

Textos
Acrósticos (1) Artigos (4) Contos (2)
Cordel (25) Frases (24) Haikais (3)
Humor (5) Mensagens (4) NATAL (8)
Pensamentos (17) Poesias (233) Sonetos (1069)
Textos Eróticos (2)
Título Categoria Data Leituras
7-Os cem filhos de Sophia Sonetos 09/07/15 13
6-Os cem filhos de Sophia Sonetos 09/07/15 10
5-Os cem filhos de Sophia Sonetos 09/07/15 10
4-Os cem filhos de Sophia Sonetos 08/07/15 11
3-Os cem filhos de Sophia Sonetos 05/07/15 15
2-Os cem filhos de Sophia Sonetos 05/07/15 13
1-Os cem filhos de Sophia Sonetos 05/07/15 14
Metáfora colonoscópica Poesias 03/07/15 15
Terceira visão Poesias > Amor 03/07/15 11
Carris da infância Sonetos 02/07/15 19
Uma parábola para Rimbaud Poesias > Reflexão 30/06/15 14
Renúncia Poesias > Desilusão 30/06/15 17
Parábola hodierna. Poesias > Pensamentos 30/06/15 9
Poema obsidente Poesias > Surrealistas 29/06/15 15
Outono encantado Sonetos 28/06/15 21
Outra Lisboa Sonetos 28/06/15 15
Um dono sem cão Poesias 28/06/15 9
Luvas vazias Sonetos 28/06/15 6
O par humano Poesias 27/06/15 10
Bucólico despertar Sonetos 22/06/15 16
Página 11 de 70 « 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 » [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras