No prelo há quase 50 anos...

O amor, poeta, é como cana azeda, A toda boca que não prova engana. (Augusto dos Anjos)

Textos
Acrósticos (1) Artigos (4) Contos (2)
Cordel (25) Frases (24) Haikais (3)
Humor (5) Mensagens (4) Natal (8)
Pensamentos (17) Poesias (275) Sonetos (1068)
Textos Eróticos (2)
Título Categoria Data Leituras
A mulher Poesias > Reflexão 11/10/15 17
Pseudo evolução Poesias > Social 11/10/15 15
Exéquias de um ateu Poesias > Reflexão 11/10/15 12
Coração de poeta Poesias > Dedicatórias 11/10/15 12
O homem Poesias > Pensamentos 11/10/15 14
Sonho de criança Poesias > Pensamentos 11/10/15 15
Vozes do exílio Poesias > Dedicatórias 10/10/15 9
Tributo a Fernando Pessoa Poesias > Tercetos 10/10/15 14
Ode a Fernando Pessoa Sonetos 10/10/15 28
Reminiscências Poesias > Recordações 10/10/15 17
Teoria da felicidade Poesias 10/10/15 12
Aos pés da "redentora" Cordel 10/10/15 16
Marionete Poesias > Pensamentos 10/10/15 7
Profecia Poesias > Transcendentais 03/10/15 38
Minha mais tola metáfora Poesias 02/10/15 14
Para bom entendedor... Artigos > Política 30/09/15 29
Estrela guia Poesias > Transcendentais 27/09/15 25
Sob um chapéu Poesias > Pensamentos 22/09/15 19
zooética Poesias > Pensamentos 07/09/15 12
Socratizando o verso Poesias 06/09/15 19
Página 11 de 72 « 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 » [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras