No prelo há quase 50 anos...

O amor, poeta, é como cana azeda, A toda boca que não prova engana. (Augusto dos Anjos)

Textos

Setilha de Ano Novo

Ano novo, vida nova!
Que as mágoas fiquem pra trás,
pois que o mal se desfaz,
enquanto o bem se renova.
A santa sabedoria
do rebento de Maria
deixou na terra uma prova.

Enche o peito de alegria
e contagie o vizinho!
"Ninguém é feliz sozinho",
nos diz a filosofia.
Ensaia aquele sorriso,
que mostra o dente do siso
em qualquer fotografia.

Constrói o teu paraíso,
como a ave faz o ninho,
pois se há amor e carinho,
há tudo o que é preciso.
Um cumprimento, um abraço...
é dado o primeiro passo
que dá solidez ao piso.

Não comete o erro crasso
de gastar mais do que tem,
tampouco dizer amém
para as rezas do fracasso.
E, ao cair, se levante
e dê mais um passo adiante
pra conquistar novo espaço.

Ouve o teu grilo falante,
pois ele sabe o que diz
e é sempre o melhor juiz
a todo e qualquer instante.
Aceite se algum sujeito,
por inveja ou por despeito,
te pôr no inferno de Dante.

Despe todo o preconceito,
seja de raça, de cor...
para vestir com o amor,
que todos temos no peito.
Aceite um justo castigo
e olhe para o próprio umbigo
antes de ver um defeito.

Faz do teu lar um abrigo
e da família, um tesouro,
pois é um bem duradouro,
que hás de levar contigo.
E, junto ao último verso,
pede ao senhor do universo
todo dia um novo amigo.
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 02/01/2017
Alterado em 05/01/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras