No prelo há quase 50 anos...

O amor, poeta, é como cana azeda, A toda boca que não prova engana. (Augusto dos Anjos)

Textos

Recesso de Natal ao carnaval

Papai Noel sentou à minha mesa,
comeu peru, bebeu meu cabernet,
furtou as lembrancinhas do buffet
e a louça em que servi a sobremesa.

Papai Noel, meu caro, com certeza,
tá numa pindaíba de dar dó:
trocando berinjela por jiló
e santa Madalena por Tereza.

Rogo ao papai de céu, por compaixão,
que dê ao bom velhinho um talão
de vale refeição pro ano inteiro.

Em troca eu prometo ao pai eterno,
trazer algum duende do inferno
pra dá uma mãozinha em fevereiro.
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 22/12/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras