No prelo há quase 50 anos...

O amor, poeta, é como cana azeda, A toda boca que não prova engana. (Augusto dos Anjos)

Textos

Nenhum artista suporta o real. Qualquer artista, olhando para trás, tem a sincera opinião de que o verdadeiro valor de uma coisa é uma «sombra» que pode ser fixada nas cores, na forma, no som, no pensamento." Nietzsche

Pela lente da arte

Quem vê pelo olhar da poesia
enxerga o que não chega ao olhar:
em uma gota d'água vê o mar
e num raio de sol, enxerga o dia.

Num esboço de riso, a alegria;
numa pena perdida, um passaredo;
num pedaço de pau, vê um brinquedo
e numa lantejoula, a fantasia.

Num terreno baldio, vê o mundo;
da beirada do poço, vê o fundo
e num grão de areia, o deserto.

Assim segue o poeta, como o louco,
encurtando a distância, pouco a pouco,
até que o infinito fique perto.
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 14/01/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras