No prelo há mais de 50 anos...

O amor, poeta, é como cana azeda, A toda boca que não prova engana. (Augusto dos Anjos)

Textos

Reflexão de um pagão utópico

Saiba você aí, que é cristão,
que gasta os joelhos na igreja,
que o céu que você sonha e que deseja
é longe, muito longe, do seu chão.

Saiba você, que tem a pretenção
de se juntar a Deus na vida eterna,
que o homem, desde o tempo da caverna,
procura e tenta, e tenta, e tenta em vão.

Alguém sabe dizer qual a razão?
Alguns pensam que sim, outros que não!
Eu tenho cá, a minha teoria:

não basta ser cristão por batistério,
há de se tonar parte do mistério,
que revelou o filho de Maria

e repartir o pão de cada dia
da pia batismal ao cemitério.
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 27/07/2018
Alterado em 27/07/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras