No prelo há mais de 50 anos...

O amor, poeta, é como cana azeda, A toda boca que não prova engana. (Augusto dos Anjos)

Textos

Sonho de verão

Comprei uma casinha de verão,
com tudo o que havia junto dela:
a lua a expiar pela janela,
um ipê sombreando o portão.

Comprei um sonho já em construção:
o  mar quebrando ondas no jardim,
uma rede de embira para mim
e um cantinho guardado pro meu cão.

Reencontrei meu velho jardineiro,
que continua a mesma criatura!
Dei só alguns retoques na pintura,
pra ter o que pintar o ano inteiro.

Revi a luz brilhar no candeeiro,
pra iluminar o mar de alegria,
ao ver  meu cão lamber a sua cria 
e a flor se abrir na mão do jadineiro.

Não é preciso ter muito dinheiro,
quando se compra os bens da poesia.
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 03/11/2018
Alterado em 03/11/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras