No prelo há mais de 50 anos...

O amor, poeta, é como cana azeda, A toda boca que não prova engana. (Augusto dos Anjos)

Textos

Uma história de amor

Um Frevo, com sotaque lusitano,
quedou-se enamorado por um Fado.
Saiu de Pernambuco, nado a nado,
por toda a imensidão do oceano.

Aportou em um cais alentejano,
quase um dia depois do carnaval.
Na bagagem, levava o Bacalhau
do Batata, e um samba, por engano.

É que o frevo, matiz pernambucano,
nunca perde a raiz, nem a mania
de rodar, na sombrinha, a poesia
e de guardar confete sob o pano.

Ao encontrar o Fado, no além mar,
deu-se a mais linda história de amor:
o Fado, por encanto, fez-se flor,
e, o Frevo, o jardineiro pra cuidar.

Na vida, cada um encontra um par,
por onde quer que queira o sol se pôr.
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 30/11/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras