No prelo há quase 50 anos...

O amor, poeta, é como cana azeda, A toda boca que não prova engana. (Augusto dos Anjos)

Textos
Título Categoria Data Leituras
A santa hipocrisia Poesias > Pensamentos 22/10/17 8
A felicidade Poesias > Pensamentos 21/10/17 16
Minha mestra Poesias > Pensamentos 15/10/17 11
Autoimagem Poesias > Surrealistas 14/10/17 9
Criancice Poesias > Pensamentos 12/10/17 9
O pecado da arte Poesias > Pensamentos 30/09/17 13
Yom Kipur Poesias > Pensamentos 29/09/17 14
Uma metáfora para a alma Poesias > Pensamentos 24/09/17 18
Eclipsado Poesias > Pensamentos 18/09/17 11
"Amoris laetitia: a vocação da família" Poesias > Pensamentos 17/09/17 7
Um mergulho na essência Poesias > Pensamentos 16/09/17 9
Impressões de Portugal Poesias > Saudade 09/09/17 13
Antiquário de amores Poesias > Amor 08/09/17 7
Jura de amor Poesias > Amor 08/09/17 15
Posseiro da pátria Poesias > Pensamentos 07/09/17 11
Independência e norte Poesias > Esperança 07/09/17 10
Corte à musa Poesias > Amor 06/09/17 15
Concepção Poesias > Amor 06/09/17 10
Cotidiano Poesias > Reflexão 03/09/17 7
Poeta... Poesias > Pensamentos 02/09/17 18
Página 1 de 14 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras