No prelo há mais de 50 anos...

O amor, poeta, é como cana azeda, A toda boca que não prova engana. (Augusto dos Anjos)

Textos
Título Categoria Data Leituras
Filosofia impoética Poesias > Social 04/01/19 15
Estória do natal Poesias > Amor 22/12/18 6
Uma história de amor Poesias 30/11/18 21
Soneto ao luar Poesias > Amor 24/11/18 22
Superação Poesias > Pensamentos 20/11/18 13
Metáforas para um cãozinho feio Poesias > Surrealistas 19/11/18 13
Arte livre Poesias > Pensamentos 11/11/18 16
O meu quintal Poesias > Pensamentos 11/11/18 13
Céu de balões Poesias > Pensamentos 11/11/18 7
De lado a lado Poesias 11/11/18 6
Paz Poesias > Pensamentos 11/11/18 5
Homenagem aos quarenta anos da minha formatura Poesias > Comemorativas 11/11/18 5
Uma prece Poesias > Pensamentos 07/11/18 12
Fé cartesiana Poesias > Pensamentos 07/11/18 7
A noite dos jardineiros Poesias > Social 03/11/18 13
Sonho de verão Poesias > Bucólicas 03/11/18 18
Patrulhamento ideológico Poesias > Pensamentos 02/11/18 17
Pranto guardado Poesias > Saudade 01/11/18 13
Pra não dizer que não falei das flores Poesias > Pensamentos 27/10/18 17
Dúvidas da certeza Poesias > Pensamentos 15/09/18 20
Página 1 de 19 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras