No prelo há mais de 50 anos...

O amor, poeta, é como cana azeda, A toda boca que não prova engana. (Augusto dos Anjos)

Áudios
Título Categoria Data Audições
Onomatopeia e gestos (cordel em setilha) Poesias Recitadas 12/09/20 13
Saudade premente Poesias Recitadas 22/08/20 21
O canto da quimera Poesias Recitadas 08/08/20 33
Carnaval, alegoria do gênesis! Poesias Recitadas 08/08/20 7
Cosedura Poesias Recitadas 08/08/20 4
Esperança Poesias Recitadas 08/08/20 13
O Dalí daqui (redondilha) Poesias Recitadas 07/08/20 20
Eu e alma do vovô Messias Poesias Recitadas 26/07/20 7
Ser poeta (menção a Olavo Bilac) Poesias Recitadas 25/07/20 9
Setilha para Camões Poesias Recitadas 25/07/20 6
Hebe é lisa, mas é forte! (cordel) Poesias Recitadas 19/07/20 10
Nóis, os Virgulino Poesias Recitadas 17/07/20 29
Filosofando Poesias Recitadas 15/07/20 10
Crescimento Poesias Recitadas 15/07/20 8
40 anos em poucos dias (poema discurso) Poesias Recitadas 14/07/20 11
Teratogênse (menção à verve de Augusto dos Anjos) Poesias Recitadas 11/07/20 19
Assum preto Poesias Recitadas 10/07/20 14
Setilha de ano novo Poesias Recitadas 10/07/20 4
Soneto burlesco (humor) Poesias Recitadas 10/07/20 15
Semanário Poesias Recitadas 10/07/20 8
Página 4 de 18 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras