No prelo há mais de 50 anos...

O amor, poeta, é como cana azeda, A toda boca que não prova engana. (Augusto dos Anjos)

Áudios
Título Categoria Data Audições
Ao secto da ditadura Poesias Recitadas 22/04/20 12
Eu e o Fado (ao clube do Fado: Lisboa) Poesias Recitadas 22/04/20 10
Uma sátira à sátira Poesias Recitadas 22/04/20 11
Latim arcaico Poesias Recitadas 22/04/20 14
Deus e o diabo Poesias Recitadas 22/04/20 13
Quebra de paradigmas Poesias Recitadas 22/04/20 13
Homo erectus erratus Poesias Recitadas 22/04/20 11
Dogmas Poesias Recitadas 22/04/20 12
A matemática do vigário Poesias Recitadas 18/04/20 19
A matemática da sátira Poesias Recitadas 18/04/20 6
A matemática do coração Poesias Recitadas 18/04/20 15
A matemática divina Poesias Recitadas 18/04/20 11
A matemática do ciúme Poesias Recitadas 18/04/20 16
A matemática da gênese Poesias Recitadas 18/04/20 5
Flor de Lis Poesias Recitadas 18/04/20 14
Que atire a primeira flor Poesias Recitadas 18/04/20 12
Flor do natal Poesias Recitadas 18/04/20 8
Chuva de flores Poesias Recitadas 18/04/20 10
Floração poética Poesias Recitadas 18/04/20 8
Flor despetalada Poesias Recitadas 18/04/20 8
Página 8 de 19 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » «anterior próxima»
Site do Escritor criado por Recanto das Letras