No prelo há mais de 50 anos...

O amor, poeta, é como cana azeda, A toda boca que não prova engana. (Augusto dos Anjos)

Áudios
Título Categoria Data Audições
A matemática do acaso Poesias Recitadas 18/04/20 9
A matemática da vida Poesias Recitadas 18/04/20 4
A matemática do medo Poesias Recitadas 18/04/20 8
Alegoria poética da caverna Poesias Recitadas 17/04/20 19
Ruínas do passado Poesias Recitadas 17/04/20 10
Verso solto Poesias Recitadas 17/04/20 8
Espermato poético (humor) Poesias Recitadas 17/04/20 7
Pôr do sol Poesias Recitadas 17/04/20 18
Coisa de poeta Poesias Recitadas 17/04/20 8
Súplica de um odisseu Poesias Recitadas 17/04/20 6
Suspiro mitológico Poesias Recitadas 17/04/20 7
Minha mais tola metáfora Poesias Recitadas 17/04/20 5
Bucólico despertar Poesias Recitadas 17/04/20 5
Casto castigo Poesias Recitadas 17/04/20 9
Musa trágica Poesias Recitadas 17/04/20 8
Rotas do destino Poesias Recitadas 17/04/20 7
Credo agnóstico Poesias Recitadas 16/04/20 13
Mentira de amor Poesias Recitadas 16/04/20 8
Poetas de mim Poesias Recitadas 16/04/20 4
Amanhecimento Poesias Recitadas 16/04/20 5
Página 9 de 19 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » «anterior próxima»
Site do Escritor criado por Recanto das Letras