No prelo há mais de 50 anos...

O amor, poeta, é como cana azeda, A toda boca que não prova engana. (Augusto dos Anjos)

Textos
Título Categoria Data Leituras
Darwinismo social Poesias › Pensamentos 26/03/20 7
Oportunismo Poesias › Pensamentos 24/03/20 4
Aprender é preciso Poesias › Pensamentos 22/03/20 8
Adversidade Poesias › Pensamentos 22/03/20 6
Prudência terapêutica Poesias › Pensamentos 21/03/20 6
O paraíso é um livro ou dois Poesias › Pensamentos 13/03/20 11
Jaula vazia Poesias 08/02/20 11
Eu e Maria Poesias › Amor 08/02/20 13
Equlíbrio Poesias › Redondilha 07/02/20 13
Adeus ao retrovisor Poesias › Redondilha 07/02/20 8
De joelhos Poesias › Pensamentos 07/02/20 5
Mentira Poesias › Pensamentos 07/02/20 6
Os espinhos do amor Poesias › Pensamentos 07/02/20 4
Meditando o fado Poesias › Reflexão 07/02/20 1
A minha fecilidade Poesias › Pensamentos 18/01/20 11
Simplesmente Jesus Poesias › Pensamentos 12/01/20 11
Flor-do-natal Poesias › Amor 24/12/19 20
Lendas e verdades do Natal Poesias › Pensamentos 22/12/19 10
Insônia poética Poesias › Pensamentos 10/12/19 23
Flor do mandacaru Poesias › Reflexão 17/11/19 17
Página 1 de 22 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras