No prelo há mais de 50 anos...

O amor, poeta, é como cana azeda, A toda boca que não prova engana. (Augusto dos Anjos)

Textos
Acrósticos (1) Artigos (4) Contos (2)
Cordel (35) Frases (24) Haikais (3)
Humor (6) Mensagens (4) Natal (10)
Pensamentos (25) Poesias (660) Sonetos (1080)
Textos Eróticos (2)
Título Categoria Data Leituras
Sete a um (sieben zu eins) Poesias 23/03/21 14
A flauta mágica Poesias › Paz 22/03/21 19
Cirque du Soreil Poesias › Redondilha 17/03/21 14
Ide pra cova, ide... Cordel 17/03/21 20
Uma história de sucesso Poesias › Humor 17/03/21 4
Paradoxalidade Poesias › Pensamentos 17/03/21 5
O novo velho Poesias › Redondilha 17/03/21 11
Doce ilusão Poesias › Recordações 16/03/21 19
Ato consumado Sonetos 13/03/21 14
Rachadinha Poesias › Redondilha 12/03/21 8
Mitologema moderno Poesias › Redondilha 12/03/21 5
Porra, Isaías! Poesias › Redondilha 12/03/21 8
ATÉ O "PULMÃO DO MUNDO" ESTÁ SEM OXIGÊNIO! Poesias › Glosa 12/03/21 4
Meu país Poesias › Redondilha 12/03/21 5
Agiotas da fé Poesias › Reflexão 10/03/21 6
Mote: Foi Zé Dantas um doutor Na musicoterapia. Poesias › Glosa 10/03/21 8
Estrela muda Poesias › Tercetos 06/03/21 8
Súplica de um Odisseu Poesias › Amor 03/03/21 11
Outra Lisboa (reedição) Sonetos 03/03/21 14
Uma breve história do poeta do absurdo Poesias › Redondilha 02/03/21 13
Página 4 de 93 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras