No prelo há mais de 50 anos...

O amor, poeta, é como cana azeda, A toda boca que não prova engana. (Augusto dos Anjos)

Textos
Acrósticos (1) Artigos (4) Contos (2)
Cordel (35) Frases (24) Haikais (3)
Humor (6) Mensagens (4) Natal (10)
Pensamentos (25) Poesias (660) Sonetos (1080)
Textos Eróticos (2)
Título Categoria Data Leituras
Poeta ressurrecto Poesias › Transcendentais 28/02/21 8
O mar!... Poesias › Tercetos 28/02/21 11
Psicografia no futuro do pretérito Poesias › Transcendentais 20/02/21 20
Nuncupação (reedição) Sonetos 20/02/21 19
Às favas com o rigor das regras Sonetos 17/02/21 26
Lexicografia vulgar Poesias › Humor 15/02/21 14
Teologia tupiniquim do carnaval Poesias 13/02/21 15
Eu, filósofo de mim Poesias › Reflexão 13/02/21 13
Do Natal ao carnaval Poesias › Humor 12/02/21 13
Ah, o amor! Poesias › Pensamentos 12/02/21 17
Amo, logo, existo Poesias › Pensamentos 12/02/21 13
Espúria Ambiguidade Poesias › Pensamentos 11/02/21 17
Um poema ao nada (da oficina poética) Poesias › Transcendentais 11/02/21 20
Filosofia de privada Poesias › Humor 10/02/21 25
Mistérios órficos Poesias › Pensamentos 10/02/21 6
Um voto de fé na poesia Poesias › Reflexão 10/02/21 12
Ensaio surreal do gramaticalismo Poesias › Surrealistas 09/02/21 16
A língua torta do Parnaso Poesias › Surrealistas 08/02/21 17
Meu coração-cupido Sonetos 06/02/21 13
Teoria da felicidade Poesias › Pensamentos 06/02/21 11
Página 5 de 93 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras