No prelo há mais de 50 anos...

O amor, poeta, é como cana azeda, A toda boca que não prova engana. (Augusto dos Anjos)

Textos
Título Categoria Data Leituras
Bufido Sonetos 14/06/15 21
Despedida Sonetos 14/06/15 25
Autoestima Sonetos 13/06/15 30
Amor fora da lei Sonetos 13/06/15 22
Testamento Sonetos 13/06/15 11
A matemática da morte Sonetos 13/06/15 21
Abandono Sonetos 13/06/15 24
Vil filosofia Sonetos 13/06/15 28
Deu bode na filosofia Sonetos 13/06/15 15
Fugaz filosofia Sonetos 11/06/15 36
Uma metáfora e nada mais! Sonetos 10/06/15 26
Terpsícore Sonetos 10/06/15 13
Silogismo poético Sonetos 07/06/15 35
Lembranças de São João Sonetos 06/06/15 24
Mente aberta Sonetos 06/06/15 26
Quem manda em minha vida? Sonetos 05/06/15 28
"Filosofossa" Sonetos 29/05/15 30
Ao teu legado Sonetos 23/05/15 40
Wong Sonetos 16/05/15 32
Bobageira Sonetos 02/05/15 68
Página 4 de 54 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras